AVISO: A produção e envio dos produtos disponíveis na Loja apenas será retomado a 18 de agosto.

Tudo o que precisas saber sobre a Micronutrição

Tudo o que precisas saber sobre a Micronutrição

Já alguma vez ouviste falar de micronutrição? Hoje vamos explicar tudo sobre este conceito que tem ganho cada vez mais força. Especialmente com o uso de cápsulas e suplementos que visam equilibrar estes nutrientes e proporcionar mais saúde.

Os nutrientes são componentes presentes nos alimentos que exercem diversas funções no corpo humano. São divididos em macro e micronutrientes, de acordo com a quantidade necessária para manter o funcionamento correto do organismo.

Com isto explicado, vamos contar-te tudo o que precisas saber sobre este novo conceito.

Micronutrição: O que é e como age no organismo

O corpo humano é considerado uma complexa máquina biológica, são órgãos e sistemas que trabalham em sintonia para que tudo funcione na perfeição. Mas, para que tudo funcione, é preciso um “ingrediente” básico: a energia.

Os nutrientes são o combustível que fornecem essa energia ao corpo e podem ser classificados por macronutrientes e micronutrientes. Esta classificação é feita com base na quantidade de nutrientes necessários para o funcionamento do organismo.

Macronutrientes vs. Micronutrientes

O grupo dos macronutrientes é subdividido em Proteínas, hidratos de carbono e Lipídios, sendo necessários em grandes quantidades na dieta diária.

Na alimentação, as proteínas são encontradas, por exemplo, no leite e nos seus derivados. Como por exemplo: carnes, ovos, cereais, feijão, soja…

Estes nutrientes são responsáveis pela formação de músculos, enzimas, hormonas e células de defesa.

Já os hidratos de carbono, após ingeridos e absorvidos, são responsáveis pela libertação de glicose na corrente sanguínea que é a principal fonte de energia. Entre eles, podemos citar arroz, milho, batata, trigo, frutas, mel e açúcares.

Por fim, os lipídios são subdivididos em óleos e gorduras. Os óleos podem advir da soja, milho, girassol e azeites e também são encontrados em oleaginosas como as castanhas.

Já as gorduras podem ter origem tanto animal, presente nas carnes, ovos, leite e derivados, como vegetal, em frutas como o abacate e o coco.

Atuam como reserva energética e isolantes térmicos. Além de participarem na formação de hormonas e na absorção de algumas vitaminas (A, D, E, K).

Já os micronutrientes são compostos pelas vitaminas e minerais, que auxiliam na regulação das funções de células.

Além disso, são necessárias no processo de fornecimento de energia e pelos minerais, que contribuem para a atividade celular. Como por exemplo na formação de tecidos, contração dos músculos, transmissão de impulsos nervosos…

Os micronutrientes podem ser encontrados em diversos tipos de alimentos, como legumes, verduras, frutas, peixes, carnes vermelhas, ovos, leites e derivados.

Mas, para suprir de forma mais eficaz a quantidade de micronutrientes no organismo, muitas pessoas passaram a ser adeptas da micronutrição.

Qual é a finalidade da micronutrição?

A micronutrição é uma ciência que ganhou destaque nos últimos anos e consiste, basicamente, no uso das chamadas pílulas de beleza.

Estas pílulas atuam como um suplemento de micronutrientes e têm como principal finalidade promover efeitos estéticos. Como por exemplo melhorar a elasticidade, a hidratação da pele e fortalecer as unhas e cabelos.

Em suma, procura fornecer ao corpo nutrientes que vão sendo perdidos ao longo dos anos. A falta destes nutrientes pode causar o envelhecimento, a flacidez, em alguns casos celulite.

Dito isto, é importante destacar que a micronutrição, além de promover melhorias estéticas, também ajuda no fortalecimento do organismo como um todo, reforçando o sistema imunitário.

A composição ideal destas cápsulas deve ser elaborada por um nutricionista ou nutrólogo. É feita tendo por base um exame que indique se há alguma deficiência de micronutrientes no organismo do paciente.

Mas, ficas a saber que o uso destes suplementos não irá anular os abusos que o corpo recebe com uma dieta pobre e desequilibrada.

Para manter a saúde, é importante fazeres refeições equilibradas, que contenham todos os nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo.

Assim, optares pela micronutrição pode ser uma alternativa para potencializares os benefícios de uma dieta adequada. Pode também ser boa para repores aquilo que o corpo perde naturalmente durante o processo de envelhecimento.

PARTILHA ESTE ARTIGO