Esticar o orçamento mensal nesta fase

PARTILHA ESTE ARTIGO

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Esta pandemia que vivemos irá afetar não só trabalhadores independentes como trabalhadores por conta de outrem. E, muitas pessoas começam agora a fazer contas e a criar técnicas de poupança para esticar ao máximo o orçamento mensal.

Agora que começa mais um mês e perante a grave situação que estamos a viver, muitas são as preocupações não só em relação à saúde, mas também em relação às finanças pessoais e familiares.

As dívidas e falta de dinheiro para fazer face a algumas necessidades diárias são constantes em algumas famílias. Estas que, mês após mês, sabem que o dinheiro não é suficiente para sobreviver e a situação agrava-se com a crise económica. 

Contudo, assumires uma atitude positiva em relação às finanças pessoais pode fazer a diferença. Lembra-te de que o importante não é o salário, mas a maneira como tiras proveito dele.

Orçamento mensal: Como o esticar ao máximo nesta altura

Embora muitas pessoas pensem que usar práticas para melhorar as finanças é sinónimo de deixar para trás gostos pessoais, esse não é o caso. Vê como podes esticar o teu orçamento mensal, pagar as tuas despesas e ainda poupar algum dinheiro.

1 – Planear
Se és uma daquelas pessoas que tem uma longa lista de compras, anota-as no papel e seleciona quais são as mais importantes.
Escolhe o que é realmente indispensável e deixa os restantes itens para o mês seguinte.

2 – Utiliza bem o teu tempo
Podes autoavaliar a tua situação financeira para detetar oportunidades de poupança e pesquisar investimentos que te deem frutos.

3 – Muda a tua forma de pensar
Podes achar que o teu salário não é suficiente para economizar e pagar as tuas obrigações mensais. Por isso é muito importante que tenhas clareza sobre os teus gastos mensais.
Adquirir produtos desnecessários ou desperdiçar água, eletricidade e gás são obstáculos que impedem o alcance das tuas metas.

4 – Economiza
Para conseguires poupar a fazer as compras no supermercado, faz uma lista dos produtos que deves comprar. Além disso, sempre que possível leva contigo o dinheiro exato que podes gastar.
Analisa também todos os descontos das várias lojas e compra online sempre que isso for possível.

5 – Procura outras fontes de rendimento
Teres uma fonte de rendimento adicional pode contribuir para poupar, mas também para investir.
Explorar os teus talentos para ganhar mais dinheiro pode ser uma excelente opção. Por exemplo:

  • Se és especialista em algum idioma, podes dar aulas particulares
  • Se fazes artesanato podes vendê-lo
  • Se tiveres tempo livre, podes participar em pesquisas de mercado, preencher pesquisas pagas ou vender produtos por catálogo

Na verdade, a tua imaginação é o limite.

6 – Evita mudanças drásticas
Geralmente quando os rendimentos aumentam, aumentam também as despesas.
Portanto, se o teu salário for aumentado ou encontrares uma fonte de rendimento extra, tenta pagar todas as tuas despesas com o salário inicial no qual já tens um orçamento mensal definido.
O excedente que receberes deve servir para fortalecer o teu fundo de poupança.

7 – Não te esqueças das dívidas
O ideal é ter uma situação financeira livre de dívidas, mas se este não for o teu caso, sugerimos que te livres delas. Isto permitirá que te sintas calma e aproveites as dicas que te deixamos neste artigo.

Idealmente, deves alcançar a perfeita harmonia entre poupar e pagar as tuas despesas.

É possível ter uma boa gestão do orçamento através do controlo das despesas. Depois de encontrar o equilíbrio, a motivação aumentará e encontrarás novas estratégias para esticar o orçamento mensal de forma prática.

DESCOBRE MAIS ARTIGOS