AVISO: A produção e envio dos produtos disponíveis na Loja apenas será retomado a 18 de agosto.

Emoções e óleos essenciais: Qual a ligação

Emoções e óleos essenciais Qual a ligação

Certamente alguém já te recomendou a aromaterapia para te ajudar a lidar com algumas emoções. O ceticismo de muitos acerca das propriedades dos óleos essenciais costuma ser resultado da desinformação.

A ligação entre as questões emocionais e óleos essenciais vão muito além da crença e têm respostas científicas.

Hoje vamos desvendar como estes elementos têm o poder de transformar o teu humor!

Emoções: Entende como funciona a conexão com os aromas

A aromaterapia é um método milenar e atualmente a ciência reconhece os enormes benefícios que proporciona, especialmente no equilíbrio das emoções.

Mas como isso é possível? Vamos explicar da maneira mais simples possível. Ao inalarmos o ar, ele aquece e qualquer molécula odorífera dissolve-se no muco das fossas nasais sendo então captadas pelos recetores do tecido olfativo.

Estes recetores consistem em células de terminações nervosas. São as únicas no corpo humano que permitem que o sistema nervoso central esteja exposto e em contacto com o ambiente.

Cada célula olfativa possui minúsculos cílios equipados com células recetoras. Assim, quando uma molécula que carrega um aroma entra pela narina procura entre uma infinidade de cílios, um para se encaixar.

Este sistema é semelhante à combinação de chave e fechadura e é responsável por promover o reconhecimento do aroma.

Mas, onde entram os sentimentos neste processo? O nervo olfativo envia os sinais para as áreas superiores do cérebro quando alcança o sistema límbico.

Todos os componentes deste sistema estão ligados diretamente às emoções. Nomeadamente ao prazer, à dor, à raiva e também à memória, padrões de comportamento, aprendizagem e atividade cerebral.

Portanto, é no sistema límbico que ocorre uma mudança emocional em resposta ao aroma.

Por exemplo, todos já passamos por alguma experiência de cheirar algo que desencadeia uma memória que pode ser positiva, de saudade ou simplesmente uma memória má.

Dicas de óleos essenciais de acordo com as emoções

Agora já compreendeste toda a ciência por trás da relação entre sentimentos e óleos essenciais, certo? Por isso está na altura de conheceres algumas dicas de aromas que vão ajudar-te a lidar com diferentes questões emocionais.

1 – Combater o stress

O stress faz parte da vida de praticamente toda a população e deve ser combatido para que os sintomas não prejudiquem ainda mais a saúde física e emocional. A aromaterapia tem a solução perfeita para isso.

Aqui, os óleos cítricos são indicados, como a laranja doce e a Bergamota. A laranja doce ajuda-te a organizar os teus pensamentos e a lidares com questões do dia-a-dia com mais leveza.

2 – Combater a ansiedade

No caso da ansiedade, queixa muito comum nos dias atuais, pode ser harmonizada com alguns óleos, como:

  • Cedro

Aquece, protege e ajuda na transformação dos sentimentos negativos, promovendo o equilíbrio e o relaxamento. É bom para aumentares o foco mental e a autoconfiança.

  • Ylang Ylang

Acalma, promove o relaxamento e equilibra os sentimentos. Ideal para controlares sentimentos negativos de medo, frustrações e raiva, ajudando-te a concentrares-te e a compreenderes as tuas questões emocionais.

  • Lavanda

Calmante e relaxante. Ajuda-te em todos os estados de ansiedade, equilibra o corpo e a mente e ainda desinflama os sentimentos.

3 – Melhorar a insónia

Mais uma vez, o óleo essencial de lavanda é a estrela com as suas propriedades relaxantes.

Experimenta inalar o aroma e começa a desfrutar de noites de sono com mais qualidade. Podes, inclusive, pingar uma gota na almofada para potencializar os efeitos.

Como pudeste perceber a aromaterapia pode eficazmente ajudar a lidar com diversas emoções. Experimenta incluir na tua rotina e aproveita todos os benefícios dos óleos essenciais. 

PARTILHA ESTE ARTIGO