Dicas para poupar no regresso às aulas

PARTILHA ESTE POST

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on telegram

Com todo o cenário atípico gerado pela crise do Covid-19, as nossas rotinas de trabalho e estudos estão um pouco diferentes este ano. Mas, existe algo que deve continuar a fazer parte do planeamento das famílias: falamos da poupança no regresso às aulas.

De forma a ajudar os pais neste período que antecede o início do ano letivo, elaborámos este artigo com 7 dicas. Se as colocares em prática, vais conseguir poupar nesta época.

Regresso às aulas: 7 dicas de poupança que vais querer implementar

O retorno à escola pode ser um período cheio de gastos para as famílias, especialmente aquelas que têm mais de um filho. Por isso, é preciso organizares-te para poupar o mais possível em materiais e itens escolares.

Acompanha as próximas dicas, e descobre como isso é possível.

1 – Organiza as finanças 

O primeiro passo é organizar as finanças para delimitar o montante máximo que pretendes gastar com os materiais escolares.

Sem planeamento financeiro, são grandes as probabilidades de comprares tudo o que vês pela frente. E assim é bastante simples extrapolares o orçamento.

2 – Reaproveitamento

É claro que os pequenos querem materiais novos a cada início de ano letivo. Mas o fato é que muitas coisas podem ser reaproveitadas.

Por isso, faz uma verdadeira caça ao tesouro com os pequenos, procurem nos materiais usados aquilo que ainda pode ser reaproveitado. É assim que se consegue poupar no regresso às aulas.

3 – Avalia os itens exigidos pela escola

As escolas fornecem listas com os materiais exigidos durante o ano. Porém é preciso estar atento aos itens.

Verifica se não há a solicitação de materiais que obrigatoriamente devem ser fornecidos pela escola. Além disso analisa se tudo o que está a ser pedido será, de fato, utilizado nas aulas.

4 – Faz orçamentos

Sabemos que hoje em dia é difícil pesquisar os preços dos materiais nas lojas. Contudo, é sempre possível fazer orçamentos de forma virtual.

Encontras facilmente diversas lojas online que vendem este tipo de material. Portanto faz orçamentos e compara os melhores preços.

Geralmente comprar pela internet sai mais barato do ir a uma loja física.

5 – Pagamento a pronto ou parcelado

Uma opção é também avaliar o valor total das compras com pagamento a pronto ou parcelado.

Isso porque muitas vezes o desconto concedido no pagamento a pronto vale mais a pena do que fazer prestações.

6 – Negoceia com os pequenos

Cada vez mais as crianças querem escolher os próprios materiais, e sem dúvida vão escolher aqueles que têm o seu personagem favorito. E, existe uma grande probabilidade de serem materiais muito mais caros, certo?

Pois então é hora de negociar com os pequenos. Explica-lhe que é importante poupar, e por isso devem escolher materiais mais baratos. Mas, não devem deixar a qualidade de lado.

Para facilitar que as crianças aceitem que não podem ter tudo o que desejam, deixa-os escolher um ou dois itens da lista.

7 – Conversa com outros pais

Tem a certeza que não és a única a querer poupar no regresso às aulas. Dessa forma, conversar com outros pais pode ajudar bastante na pesquisa pelos melhores preços.

Podem inclusivamente criar um grupo numa app, e trocar informações sobre o que encontraram nas pesquisas e sobre os estabelecimentos que oferecem os melhores preços.

Ser solidário e cooperativo é sempre uma ótima solução para poupar.

Além dessas dicas, é importante que o orçamento alocado à compra dos materiais escolares seja pensado com antecedência. Isso significa poupar durante todo o ano, para que não passes por apertos quando chegar esta época.

Estar prevenido é sempre a melhor forma de poupar. Mas se seguires as nossas dicas também vais conseguir ir às compras sem comprometeres todo o orçamento neste regresso às aulas.